domingo, 11 de março de 2012

Amores Platónicos, quem nunca os teve?

Guilty!!!!
Tive alguns confesso, uns que duraram uns dias, outros que duraram mais tempo do que o aconselhável. Não me arrependo nem me envergonho, quer-se dizer, fez parte do meu crescimento da pessoa que sou.

Definição: O amor platônico passou a ser entendido como um amor à distância, que não se aproxima, não toca, não envolve. Reveste-se de fantasias e de idealização. O objeto do amor é o ser perfeito, detentor de todas as boas qualidades e sem máculas.
Ocorre de maneira frequente na adolescência e em adultos jovens, principalmente nos indivíduos mais tímidos, introvertidos, que sentem uma maior dificuldade de aproximar-se do objeto de amor, por insegurança, imaturidade ou inibição do ponto de vista emocional. retirado daqui

2 comentários:

Nokas disse...

Acho que toda a gente já teve um :)

Liliana Costa disse...

Ui eu tive pois, um que demorou mais de 1 ano, acho que faz parte :)